A ideia das empresas é estarem preparadas para o abastecimento de componentes quando o autônomo virar realidade

Em uma das mais importantes mostras globais de veículos, o Salão do Automóvel de Tóquio, no Japão, carros autônomos ficaram em segundo plano, por ainda serem uma tecnologia mais distante, provalvemente disponível para consumo em 2030. Já os veículos elétricos são destaques de todas as fabricantes, algumas debutando no segmento, como a Toyota, que apresentou o ultra compacto elétrico BEV, que será lançado em 2020.

Entretanto, em local menos atraente ao público, no andar acima do pavilhão onde estão expostos os automóveis, dezenas de fabricantes de autopelas mostram seus avanços no desenvolvimento de peças e serviços para uso na tecnologia autônoma.

A ideia é estar preparado para abastecimento de componentes quando o autônomo virar realidade, o que é esperado para daqui a dez anos.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site Economia Estadão com a matéria completa.

Facebook Comments