Por que a AMTS Brasil é um divisor de águas para a KUKA Roboter

Diretor geral da KUKA Roboter, Edouard Mekhalian aborda a história da empresa e fala também sobre o que espera da AMTS Brasil

0
122
amts-brasil-kuka-roboter

O histórico da KUKA Roboter é bem complexo e extenso: a empresa foi fundada no final do século XIX, em 1898, por Johann Keller e Jakob Knappich, dois visionários da cidade de Augsburg, Alemanha. No início, atuava em iluminação pública, residencial e equipamentos de corte e solda, atividades muito úteis na época para a indústria local.

Ao longo de seus primeiros 50 anos, a KUKA se especializou nesse setor, mas não só. Com o passar do tempo, a empresa passou a atuar na produção de tecnologias que contribuíram para o desenvolvimento técnico de equipamentos industriais voltados à manufatura de automóveis, fornecendo linhas automáticas e mecanizadas de armação de carrocerias de automóveis na Alemanha.

Em 1973, a empresa desenvolveu o primeiro robô elétrico do mundo, em parceria com a Volkswagen. Cerca de 50 robôs Famulus foram produzidos e o resultado foi muito satisfatório para a indústria automotiva. Desde então, as tecnologias de microprocessamento e software também estavam se desenvolvendo e ajudaram os robôs a crescer em número e em desempenho até os dias atuais.

Em sua trajetória, a KUKA já fabricou mais de 400 mil robôs e, no mundo, temos pelo menos 200 mil robôs instalados no mundo todo. No Brasil, são em torno de 8 mil robôs. Isso faz da empresa uma das principais do setor, com múltiplos investimentos em várias regiões do mundo.

Tecnologia e manufatura automotiva

O setor automotivo é o carro-chefe e chega a ser mais de 70% das vendas da KUKA em alguns países. No Brasil, nossa indústria é diversificada e o setor automotivo responde a 50% de nosso portfólio. Inclusive, parte de nossas tecnologias é feita em parceria, por exemplo, com a indústria automotiva, que traz demandas específicas de manufatura.

Na Alemanha e na China, desenvolvemos e fabricamos novos robôs em parceria com vários de nossos principais clientes, sentamos com engenheiros da indústria e desenvolvemos produtos direcionados aos específicos processos de manufatura. Há 40 anos, não havia robôs para fazer corte a laser. 20 anos atrás fizemos os primeiros robôs capazes de fazer corte ou solda a laser em chapas de aço, e eles também são úteis nas montagens de carrocerias de alumínio, que exigem adequações a outros parâmetros.

Leia também: Os expositores da AMTS Brasil que você precisa conhecer

Tudo isso traz novos recursos e necessidades em cada etapa da manufatura automotiva, e outras, que caminham com a indústria 4.0. Esses processos podem ser monitorados e estas informações podem ir para um banco de Big Data, para que o cliente possa ter o máximo de informações sobre o produto fabricado, até individualmente.

A tecnologia tem um impacto muito forte em nossa atividade. Como muitas coisas são desenvolvidas em conjunto a partir da necessidade de manufatura dos clientes, os fabricantes precisam se adequar e pensar em soluções inovadoras. Nossos robôs são focados para as finalidades específicas que o mercado demanda, o que é ampliado a outros setores.

Podemos disseminar a tecnologia da manufatura automotiva para qualquer outra área, pois o desenvolvimento de soluções até pode ser focado em uma necessidade específica. Contudo, quando essa solução dá certo, é possível atender a outras demandas com aquele mesmo recurso. A indústria automotiva é muito forte nesse aspecto e alavanca o desenvolvimento de novas tecnologias que são disseminadas a outros setores.

Tendências

Entre as tendências, a principal é a robótica colaborativa, que tornará esse setor cada vez mais próximo do ser humano. Do chão de fábrica até mesmo nas nossas casas, afinal, futuramente, os robôs poderão ser equipamentos domésticos.

O limite desse horizonte é infinito, pois na tecnologia, conforme se alcançam objetivos, aparecem novos. Atualmente, um deles é fazer com que robôs trabalhem de forma harmônica com seres humanos, permitindo que o trabalho seja mais eficiente e menos penoso aos seres humanos.

Os robôs atuam cada vez mais de forma complementar aos seres humanos, contribuindo para diminuir riscos às pessoas. Ao mesmo tempo, essa atuação precisa ser equilibrada para não trazer danos sociais.

A Coreia do Sul é um país extremamente automatizado e não gerou desempregos por isso. Eles são o 2º país com o maior número de robôs: para cada 10 mil trabalhadores em chão de fábrica, o país tem 700 robôs industriais antropomórficos instalados. No Brasil, o número é de 10 robôs a cada 10 mil trabalhadores.

A tecnologia robótica visa aumentar a produtividade, a competitividade e a eficiência nos processos produtivos, resultando em menores custos e preços de produtos finais ao mercado mais atrativos.

O diferencial da AMTS Brasil

O diferencial da AMTS Brasil é que será um ambiente exclusivo para falarmos de processos de manufatura automotiva, ao contrário de outros eventos. Esse foco no setor é muito bom para que os profissionais da área encontrem muitas tecnologias interessantes que podem ser úteis e aplicáveis em suas manufaturas.

A AMTS Brasil proporciona isso e enxergo como um divisor de águas. Afinal, desconheço outra feira que seja tão exclusiva. Algo parecido nunca foi feito e isso é bem interessante. Além disso, outro aspecto positivo é que o evento acontecerá em paralelo à SAE, que também tem público voltado para o desenvolvimento de automóveis. O público de SAE vai se interessar pela AMTS Brasil e vice-versa.

Um evento existe para fazer networking com clientes, parceiros e até mesmo concorrentes. Dessa forma, participamos de eventos para fazer novos negócios e encontrar demandas que podemos atender com os nossos produtos. Ter um ambiente assim facilita muito porque clientes e parceiros estão próximos e podemos, dessa forma, rapidamente gerar leads e trabalhar para também gerar negócios.

Edouard Mekhalian é Diretor Geral da KUKA Roboter

Esteja em um evento inovador que oferece o ambiente apropriado para a sua empresa falar com os principais players da indústria automotiva. Veja agora como você pode participar da AMTS Brasil!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui